segunda-feira, 14 de julho de 2008

MÔNICA SALMASO NO SOM BRASIL: NOTÍCIA OFICIAL



O Som do Brasil em alto estilo.
No dia 25 de Julho, o Som Brasil segue a temporada 2008 homenageando mais um grande intérprete da MPB, depois do Programa do Jô, com a exibição de Som Brasil – Edu Lobo.Sob o comando de Letícia Sabatella, a 4ª edição do Som Brasil deste ano tem como convidados Zizi Possi, versátil cantora de voz atraente e com notável repertório internacional; Mônica Salmaso, que repete o sucesso da parceria com o Grupo Pau Brasil; Thaís Gulin, irreverente cantora e compositora curitibana; e Nação Zumbi, banda fundada pelo lendário Chico Science, que fundou o movimento Mangebeat. Juntos com Edu, eles relembram sucessos como Ponteio, Vento Bravo, A História de Lili Braun, Canção do Amanhecer, Beatriz, Ciranda de Bailarina, Casa Forte, Corrida de Jangada, Choro Bandido, Pra dizer Adeus, Cirandeiro, Upa Neguinho e Viola Fora de Moda.Aos 64 anos, o cantor, compositor e violeiro carioca Eduardo de Góis Lobo, o Edu Lobo, consolida uma carreira admirável. Filho do também compositor Fernando Lobo, especializou-se em violão, iniciando-se nos anos 60 com forte influência da bossa nova. Com a parceria de Vinicius de Moraes, veio seu primeiro prêmio em 1965 pela canção Arrastão e, com Capinam, gravou Ponteio, Corrida de Jangada e Cirandeiro. Ao partir para espetáculos teatrais, Edu Lobo compôs em 1964 ao lado de Gianfrancesco Guarnieri Upa Neguinho, cantada mais tarde por Elis Regina. Desta empreitada teatral, iniciou-se ainda uma duradoura parceria com Chico Buarque em 1963, com quem compôs Choro Bandido, História de Lili Braun, Beatriz e Ciranda da Bailarina. Em 1981, lançou com Tom Jobim o sucesso “Edu e Tom” e nos anos 90 continuou lançando discos com músicas inéditas e compondo trilhas sonoras. Hoje, com um repertório de quase 200 obras, Edu Lobo ocupa seu lugar na constelação de estrelas que rege nossa MPB.

Um comentário:

Hugo Medeiros disse...

Muito bom!! Vi por acidente e gostei muito.

Hugo Medeiros - Recife